PROJETOS




video









Alunos do 1º ano A realizaram uma atividade no Labin sobre as Junções das Vogais, a pedido da Profª Joseane. Utilizando o Kolourpaint e impressão:
Veja no Slideshow como ficou.











Vídeo realizado pelas alunas da 81,Alanis, Amanda, Stephanie, Tailize e Victória criadoras do Jornal de Boston, agora com uma edição especial sobre esportes:








2012 PROJETO GRÉCIA ANTIGA









Atividades de encerramento do ano letivo: LABIN:
Alunos da Educação Infantil A, B e C criaram cartões de Natal usando o Kolourpaint, na cor que foi impressa, poderiam pintar na sala de aula ou em casa e entregar para quem quisessem. Veja um dos trabalhos: 

Alunos do 2º ano recebem um cartão onde tem que completar os espaços em branco e desenhar algo sobre o Natal para entregar à família:(este trabalho será iniciado e impresso no Labin), em aula vão completar e levar na Aldeia do Papai Noel em Gramado.                                                                           


Os alunos dos 1º Anos farão um cartão de Natal para entregar a sua família:

Os alunos dos 3º Anos A, B e C vão escrever um recado de Natal no muro piche.me: 

Os alunos do 4º e 5º Anos, vão escolher uma moldura e criar uma carta de Natal.






Projeto Momento Leitura em Sala de Aula e Momento Leitura em Casa

  






Os alunos da Educação Infantil, 1°s e 3°s anos estão realizando trabalhos sobre os animais,  a culminância foi uma visita ao Zoológico com as profªs Janaína, Cláudia, Gabriela, Leonéia, Juliana e Marta e colaboração da mãe Sueli (voluntária  e estudante de Psicopedagogia) 

 Professora Andrelisa e 2º ano C realizando atividades sobre o desenho cego.  Veja como ficou:




video






Os alunos do 2º anos A e B finalizaram o Projeto Sílabas com um trabalho bem especial: Veja as imagem abaixo.







Projeto Utilizando Jornal Vale do Sinos com 3º ano A



















Projeto de História


A professora Denise Jordão, de História, pediu aos alunos da sétima série (71 e 72) que produzissem um programa de rádio ou um vídeo, sobre os diferentes aspectos na Independência das Treze Colônias - Revolução Americana.
Cada grupo produziu seu programa. Foram programas de entrevistas, de debates, comentários, narrações, programas com trilha sonora, com propagandas...
Eis o 1º vídeo, trabalho criado pelas alunas Alanis, Amanda, Stephanie, Tailize e Victória 
da turma 71.




Aqui o trabalho do Aluno Leonardo Pereira de Andrade, edição e locução do próprio.




O vídeo do trabalho das alunas Emily e Leila, falando da Revolução Americana:





Este é o vídeo do trabalho dos alunos Deivid Pauli, Evandro, Francisco Guilherme e Pablo da turma 71. Assista ao Jornal dos Impostos.





As alunas Camila, Fernanda, Marilza e Thais, criaram um programa de rádio com perguntas. É o Jornal Relíquia. Clique no link ou copie o endereço abaixo e cole no seu navegador.
Mais um programa de rádio. Este produzido pelas alunas Ana Paula, Letícia, Luana e Juliana da turma 71. É o jornal norte-americano. Clique no link ou copie o endereço e cole no seu navegador.
O novo programa: Rádio Colônia. Produzido pela dupla de locutores e comentaristas Jenifer e Guilherme da turma 71. Clique no link ou copie o endereço e cole no seu navegador.





Projeto de Leitura e Produção Textual


A Professora Leonéia, está lançando no segundo semestre,  um projeto com seus alunos do 3º ano B,  sobre leitura e produção textual e o Labin está engajado neste projeto. 
Pode contar comigo professora Leonéia. 
Já estou postando os trabalhos realizados pelos alunos no Portal Ludus. 
Profª Gládis Nunes










































Projeto Vivendo Valores na Escola continua no segundo semestre....



Valor: AMIZADE

Dia do amigo

           O dia do amigo foi adotado em Buenos Aires, Argentina, com o Decreto nº 235/79,sendo que foi gradualmente adotado em outras partes do mundo.Foi criado pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro.Ele se inspirou na chegada do homem à lua, em 20 de julho de 1969, considerando a conquista não somente uma vitória científica, como também uma oportunidade de se fazer amigos em outras partes do universo.Assim, durante um ano, o argentino divulgou o lema:"meu amigo é meu mestre,meu discípulo e meu companheiro".No Brasil, o dia 20 de Julho também foi adotado como sendo o dia do Amigo.Aos poucos a data foi sendo adotada em outros países e hoje, em quase todo o mundo,o dia 20 de julho é o Dia do Amigo,é quando as pessoas trocam presentes, se abraçam e declaram sua amizade umas as outras.

         Dia da Amizade Em outros países, tais como os Estados Unidos,comemora-se, no primeiro domingo de agosto,o Dia Internacional da Amizade(International Friendship Day em inglês). Origem: Wikipédia apud 

 Amizade é um relacionamento humano que envolve conhecimento mútuo, que leva a uma estima e afeição. Amigos sentem-se bem na companhia um do outro.

Alunos do 3º, 4º e 5º anos
Alunos façam um cartão para seu amigo, clicando neste link. Deixe um recado bem lindo!
Bom trabalho!




Os alunos do 5º ano escolheram molduras sugeridas e criaram os cartões para os amigos.


Os alunos do 1º B estão realizando um projeto sobre "Alfabetização e brinquedo de sucata", confira as fotos  dos alunos brincando e aprendendo com seus brinquedos feitos de sucata: 












Projeto Vivendo Valores na Escola:


Este pojeto está sendo desenvolvido no Labin (laboratório de informática educativa), juntamente com algumas professoras do ensino  fundamental anos iniciais  que quiseram se engajar  na proposta, que vai ao longo do ano.
Os alunos de Educação Infantil, 1º ano e 2ºs anos,  assistiram os slides da história "Se ligue em você" (Tio Gaspa). 
- Os alunos tiraram fotos para representar as emoções trazidas pela história. 
Vejam suas emoções sendo representadas....













As imagens da história foram retiradas da net , tem no site: https://picasaweb.google.com/dij.ceeak/LIVROSeLigueEmVoc para baixar. 
Galeria do Picasa: https://picasaweb.google.com/dij.ceeak (Obrigada por disponibilizar esse material).
 Baixei e montei um vídeo com minha voz e slides da história. 



video





Atividade Identidade 3º ano B (profª Leonéia e Profª Gládis Nunes)
Leia a poesia sobre Identidade de Pedro Bandeira


Atividade relacionada: Agora crie seu auto retrato Vamos ver se você faz o mais parecido com você:
 


Vivendo Valores na Escola:
A turma que terá início é do 4º ano A, onde farão uma leitura do livro"Eu e os Outros" de Liliana Iacoca,  para refletirem sobre seu comportamento diante dos outros.
Veja aqui o vídeo do livro:
video



Após esta construção e reflexão feita por eles, deverão criar uma pergunta sobre o relacionamento como os colegas, o que querem descobrir para melhorar o relacionamento na turma?
(colocarei seus questionamento neste espaço)
Faremos uma conversa sobre suas curiosidades e responderão o questionário sobre respeito, logo abaixo:





Após estas reflexões partiremos para estudos, e prática com 4º A.


Os alunos realizaram uma pesquisa sobre o respeito em dois sites e colocaram sua opinião sobre o que entenderam.
Realizaram com a professora da turma, Profª Leonéia, um mural de recados carinhosos para seus colegas.
 No Labin os alunos pesquisaram sites de mensagens copiaram as que mais gostaram sobre os valores abordados em aula (respeito, educação, amor, amizade, cooperação, união...);
As turmas dos 3º anos assistirão um vídeo do Youtube sobre convivência:








Farão uma reflexão sobre o vídeo e responderão o questionário sobre respeito.




Os alunos do 4º ano B fizeram os desenhos e gravaram sua voz contando a mensagem
 "A Ilha dos Sentimentos".


video




Projeto Criando ConsCiências/2012  com Professora Lisiane:












Alunos do 5º ano B e Profª Carol apresentando a evolução de alguns objetos:





Os alunos do 5º ano B, da professora Maristela, realizaram um projeto sobre célula, onde pesquisaram as diversas células, viram imagens, criaram desenhos e ainda foram ao laboratório de ciências visualizar no microscópio as partes de uma célula e como culminância do projeto, construiram uma em tamanho maior com massinha de modelar, trabalho esse, realizado com a Professora de ciências  Profª Letícia.






A Semana da Criança iniciou no dia 03 de outubro e os alunos começaram suas comemorações fazendo cartazes para serem expostos pela escola com o título SER CRIANÇA É...
Vejam os trabalho realizados por eles:




























































Projeto Maquetes
Os alunos dos 6º anos A, B e C montaram maquetes representando a Pré-história e o Período Jurássico
Projeto Identidade: 
video



Limites:
Para que possamos educar nossas crianças para um futuro com valores, ética e moral, precisamos conduzi-la por um caminho de amor e regras.
Mas como impor limites? Ensinar as regras?
Bom, pensamos pelo seguinte:
Já imaginou se os motoristas é quem escolhessem qual sentido da rua dirigir? E todos decidissem conduzir o carro no mesmo sentido?
Já imaginou se toda criança decidisse qual o horário de dormir? O horário em ir para escola?
É por essas e outras, que existem normas, regras e condutas a serem seguidas, para o bem de todos, um pode agora e outro pode depois, um motorista vai pela direita e o outro vem pela esquerda, para não se baterem.
Os pais decidem o melhor horário para ir para cama na hora de dormir, para poder estar descansado no melhor horário de acordar. E assim, todas as regras têm seus motivos e estes para que todos vivam em harmonia.
Portanto, dar limites a uma criança, é preciso paciência e persistência. Não existe uma receita pronta que sempre dará certo. Mas existem caminhos, que podem sim, auxiliar na conduta da criança para que ela mesma possa compreender melhor seus sentimentos e aprender a controlá-los para viver em harmonia e feliz.
Com diz Zaguri, Tânia, 2000, Limites sem trauma:
“É fundamental acreditar que dar limites é iniciar o processo de compreensão e apreensão do outro. E ninguém pode respeitar seus semelhantes se não aprender quais são seus limites- e isso inclui compreender que nem sempre se pode fazer tudo que se deseja na vida. É necessário que a criança interiorize a ideia de que poderá fazer muitas, milhares, a maioria das coisas que deseja - mas nem tudo e nem sempre.”
Então, dar limites é:
Ensinar que existem direitos iguais para todos;
Que existem outras pessoas no mundo;
Fazer a criança entender que seus direitos acabam onde começam os direitos do outro;
Dizer SIM sempre que possível e NÃO sempre que necessário;
Ensinar a tolerar pequenas frustrações no presente para que, no futuro, os problemas possam ser superados com equilíbrio e maturidade....
São apenas algumas alternativas citadas por Tânia Zaguri, em seu livro Limites sem Trauma, que nos ensina a conduzir a criança para o caminho SEM TRAUMAS mas do bem, da harmonia, dos valores, para construção de bons cidadãos.
Profª Gládis Nunes
Profª Laboratório de Informática Educativa
Formação: Orientação Educacional
Especialização Educação Infantil.






























 A  culminância do projeto Limites foi uma Palestra sobre Educação para Paz e prevenção ao Bulliyng oferecido para os Pais de Educação Infantil e Ensino Fundamental e aos alunos.



















                                             




































































Este projeto foi realizado pela professora Marisa Fernanda, na disciplina de Matemática ,com alunos de 6ª série do ensino fundamental em abril de 2010. Vale a pena conferir!!!
















PROJETO SENSAÇÕES

  Série: Educação Infantil 
Turma: 01
 Professora: Márcia Pauleto 
Colaboração: Profª Gládis Nunes - laboratorista 
Duração: duas a três semanas
 Disciplinas envolvidas: linguagem oral e escrita/ corpo e movimento/ artes/labin/ciências  Justificativa: 
Tendo em vista que a criança aprende através da vivência, da exploração, do contato com os seres e objetos, o projeto parte do pressuposto que através da exploração de diferentes materiais e texturas o aluno amplia sua capacidade de expressão e conhecimento do mundo.

  Objetivos: Desenvolver a imaginação e criatividade; Explorar diferentes materiais e texturas; Estimular a percepção visual e tátil, gustativa, auditiva e olfativa;

 Desenvolvimento: Atividades: 
*tátil com a exploração de diversas texturas com caixa surpresa, mão tátil (mão de EVA com diversas texturas coladas), massagem com mão e balões; 
*auditiva: escutando de olhos vendados os sons surpresa, ouvir diferentes músicas e identificar se é para dançar ou para ninar, ou relaxar, utilizando o computador tocar som do piano com letras do alfabeto e tocar apenas as letras do nome para sentir e ouvir a combinação de sons. Tocar bateria virtual utilizando todos os instrumentos; 
*visual: esconder um colega da sala, depois descobrir qual está escondido, esconder os objetos e encontrar; visualizar imagens estáticas e em movimento, assistir o vídeo sobre os sentidos... *gustativo: sentir, de olhos vendados, os diversos sabores, por meio do experimento; olfativa: potes compostos com perfume, flor, limão, café e morango os alunos devem sentir os diversos cheiros e identificá-los. Depois passeando pelo pátio da escola o aluno sentirá os diversos cheiros em todos os ambientes, depois fará a reflexão sobre o assunto. Todos farão desenhos sobre cada órgão do sentido e cantarão a música: carinha redonda que hoje eu fiz, tem olhos, tem boca, pequeno nariz, tem duas orelhas que são bem iguais, bracinhos compridos pra frente e pra trás. 

 Recursos: som; computador; data show; TV e dvd; Câmera digital; Avaliação: No decorrer do projeto será observado a sensibilidade do aluno quanto as suas sensações. Descobertas e vivências compartilhadas. Este projeto visou conhecer um pouco mais do aluno em suas sensações, cada atividade desenvolvida atingiu uma ou várias disciplinas, de acordo com o que a criança foi vivenciando, como por exemplo, nas atividades visuais, de olhos vendados, é desenvolvido a audição, o tato e o olfato, o conteúdo sugerido é de corpo e movimento, artes, linguagem oral, ciências. As mídias contribuem com as atividades para uma melhor compreensão do que fora proposto. O computador neste projeto auxiliou na audição com utilização de instrumentos musicais e sons diversos. O vídeo para uma melhor compreensão dos sentidos o com imagens e sons, para uma explicação mais detalhada. A câmera faz o registro das crianças usando suas sensações. E o data show faz a exposição do vídeo e imagens selecionadas. Este projeto foi realizado com alunos da Educação Infantil turma01 manhã com a professora Márcia Pauleto

-->



Este projeto foi realizado com alunos de 4º ano para tralbalhar as diversidades (bullyng) entre os alunos.

  PROJETO: DIVERSIDADE
Professora: Natálie Maria Müller Souza


“Temos direito a igualdade
quando a diferença nos inferioriza,
E direito a diferença
 quando a igualdade nos descaracteriza.”
Boaventura de Souza Santos


A única característica comum a todos os seres humanos é a diferença. Conceito este que não é compreendido e aceito por alguns indivíduos, criando situações de desvalorização e preconceito com outro e por vezes consigo.
            Algumas situações de desvalorização e preconceito surgiram no decorrer do trabalho com o grupo, sendo percebidas através de ações e falas tais como: “não quero sentar do lado dela porque ela é pobre e suja”, “não pega a folha que ela pegou porque vai passar doença” e muita outras.
            Nesta perspectiva o projeto engloba todos os tipos de discriminações, diferenças e características sociais, culturais e psicoafetivas.
Objetivos Gerais
·         Perceber-se inserido em uma sociedade e capaz de conviver nela, conhecê-la, transformá-la e qualificá-la;
·         Conhecer a si e estar em constante auto-reflexão, criando pensamentos e ações que resultem positivamente para a sua evolução e para as relações interpessoais;
·         Reconhecer a cultura da sua comunidade e sentir-se inserido nela;
·         Conhecer diferentes centros culturais e momentos de lazer;
·         Participar de forma cooperativa no grupo em, que está inserido;
·         Importar-se com o outro, com a vida e com o meio ambiente;
·         Usar os recursos de forma responsável e criativa;
·         Desenvolver valores que favoreçam a vida em comunidade;
·         Valorizar a diversidade, reconhecendo a contribuição e importância das especificidades e idiossincrasias;
·         Comunicar-se com o outro, a fim de ser compreendido e respeitado, bem como oferecer o mesmo aos demais;
·         Reconhecer as diversas manifestações humanas e saber lidar com elas em cada situação.
·         Perceber sua importância dentro do grupo, valorizando suas escolhas, gostos e opiniões, bem como a dos demais;
·         Ter autonomia em suas escolhas, atitudes e decisões;
·         Posicionar-se de forma adequada diante das situações conflitantes e ou desafiadoras;
·         Formar um autoconceito positivo de si;
·         Reconhecer suas capacidades e a partir destas superar seus desafios e medos;
·         Refletir sobre suas ações, percebendo que estas influem em seus relacionamentos e convívio no grupo;
·         Desenvolver a capacidade de socialização, através de suas vivências e trocas.
·         Valorizar as diferentes estruturas familiares, reconhecendo a importância das pessoas que fazem parte do seu grupo;
            Segue algumas atividades realizadas dentro do projeto:
  • Hora do conto: Tudo bem ser diferente (Todd Parr)
-Diálogo em grande grupo sobre o conto
- construção do auto retrato com interferência: cada aluno ganhou uma folha com diferentes formatos de cada um dos elementos do rosto (olhos, boca, cabelos e nariz) e depois de formar seu rosto escolhendo os elementos que mais se pareciam com os seus deveria criar o restante do seu corpo, através de desenho.
Anexo 1: Interferências oferecidas para os alunos
  • Análise de imagem
- Análise em grande grupo: o que esta imagem nos lembra? O esta imagem representa?
- Releitura individual, com recorte e colagem de rostos de revistas.
  • Análise em grupos de casos de Bullying
- A turma foi dividida em grupo e cada grupo recebeu um dos relatos abaixo: (primeiramente sem falarmos especificamente do termo)
Colocar relatos
- Depois de cada grupo conversar sobre o relato que recebeu, o mesmo foi apresentado para o restante da turma debater e assim por diante até todos os casos serem exposto e debatidos.
  • Estudo e pesquisa sobre o Bullying
- Nesta etapa do projeto estudamos o que é Bullying, através de textos e pesquisas na internet.
- Os alunos criaram em grupos cartazes explicando o que é Bullying e se posicionando a respeito do assunto
  • Pesquisa com os pais: Como era o Bullying na época escolar dos pais
- Nesta pesquisa meu objetivo era que os alunos visualizassem que as brincadeiras, que para eles muitas vezes parecem normais, vem deixando de serem saudáveis, como ocorria no tempo dos pais. Nesta perspectiva também queria fazê-los refletir sobre o papel da escola e do professor, que cada vez mais vem perdendo seu espaço.
A pesquisa era a seguinte: Converse com seus pais e explique para eles o que é Bullying. Na época em que eles eram alunos este termo ainda não era utilizado. Pesquise com eles se havia ações que caracterizam Bullying na época de escola. Como eles e seus colegas reagiam? Que ações a escola tomava diante de tais situações? Traga por escrito o relato deles para socializarmos na sala de aula.
- Após o retorno da pesquisa debatemos os relatos dos pais em grande grupo.
  • Hora do conto: Diversidade (Tatiana Belinky)
-Diálogo em grande grupo sobre o conto
- Trabalho de criação: cada aluno recebeu um prato de festa e neste deveria criar seu rosto utilizando material alternativo (sementes, tampas, lã, farelo de lápis, níquel de garrafas, caixas de ovos, etc).
   
                                                                   
  • Trabalho sobre a reportagem “Chega de Bullying”, revista
- Através desta reportagem debatemos mais um pouco sobre o papel de cada um para acabarmos com a prática do Bullyng na escola. A Campanha que leva o nome da reportagem é apóia pelo grupo Restart e foi mais um impulso para que os alunos pensem ao respeito não só do bullying, mas sim ao respeito a diversidade como um todo.
  • Filmes que assistimos, para repensar um pouco os valores, como amizade, cooperação e solidariedade e respeito
- Uma ponte para Terabítia
- Os fantasmas de Scrooge
Estas foram apenas algumas das atividades que realizamos a fim de que o respeito ao diferente seja algo inerente a nossa condição humana. Porém, ressalto que trabalhar estas questões em sala de aula vão além dos que estas atividades e tantas outras que muitos professores já desenvolvem. É necessário adotarmos táticas simples, mas que nem sempre são aceitas pela turma, como criar meios para que os alunos excluídos sejam introduzidos em outros grupos, sempre que possível não deixando que as famosas “panelinhas” se unam, deixando de lado quem dela não fazem parte.
Parece uma tarefa fácil, mas não é, pois os alunos são resistentes e temos que criar estratégias para que a inclusão destes alunos excluídos ocorra de uma forma lúdica, sem que o grupo perceba nossa verdadeira intenção.





Este projeto foi realizado com uma turma de educação Infantil, trazido o assunto pelos alunos.

 PROJETO EDUCAÇÃO INFANTIL/2010
PROF ª Darciana
Alunos: 24
COLABORAÇÃO: Gladis NUNES PROF ª
TEMA:
A metamorfose da borboleta
OBJETIVOS: O Que se Espera Que aprendam OS Alunos:
1 - Desenvolver de uma CAPACIDADE Diversos entendre OS TEXTOS informativos trazidos e vídeos. 2 - Conhecer como ETAPAS de Transformação de UMA in lagarta borboleta (metamorfose). 3 - USAR um Escrita EO Desenho Como Recursos parágrafo Organização Sistemática de História UMA e Socialização dos conhecimentos adquiridos. (Produção de Desenhos tendão Como mediador o professor); 4-Colaborar com um tendão de Preservação da fauna o OS Cuidado com animais; 5 - Valorizar o Grupo in Trabalho;
PROMOVER UMA 6-Conversa Sobre como borboletas, par saber o Que OS Alunos sabem Como nascem como borboletas.
7-Desenvolver uma Troca de conhecimentos Entre OS Alunos, sensibilizando-os o parágrafo Assunto eA importância da Preservação da fauna.


CONTEÚDOS Curriculares
Linguagem Escrita e oral:
- Escrita de Palavras ALGUMAS envolvidas não Contexto Como ovo da borboleta, borboleta, desenhos da metamorfose, conversa Sobre como borboletas EXPERIÊNCIAS COM;
Natureza e Sociedade:
- Inseto, Desenvolvimento habitat, Alimentação ...
* Cidadania e Ética:
Atitudes de Solidariedade, Respeito, Valores Morais.* Meio Ambiente:
A EA Valorização Proteção das Diferentes Formas de Vida.Raciocínio Lógico:
- Quantidade de ovos, asas, formas geométricas contidas na borboleta, voa diurna (dia e noite)
Corpo e Movimento:
- Músicas e dramatização;
Artes:
- Desenho, confecção da lagarta com massinha de modelar, desenhar painel com tinta têmpera, dobradura da borboleta e da lagarta;
Informática:
- Vídeo no data show sobre a metamorfose, desenhar no tuxpaint e arquivar no computador, ouvir e cantar a música borboletinha, portal ludus com pintura e música após a pintura da borboleta;
  • Fotos do trabalho para registro e exposição;
EXECUÇÃO  
Sensibilização: 
 As borboletas encantam tanto as crianças quanto os adultos por ser um animal colorido e muito bonito.
A escolha deste projeto permitirá um contexto de estudo e pesquisa onde professor e alunos ficarão envolvidos com a temática, permitindo às crianças conhecerem como é a metamorfose das borboletas, proporcionando um momento de descobertas significativas e prazerosas. No projeto Borboletas os alunos junto com o professor, trabalharão com diferentes tipos imagens e outras fontes de pesquisa para a obtenção de informações sobre as borboletas e como elas nascem. 
 •  Concretização:   
1- Promover uma conversa sobre as borboletas, para saber o que os alunos sabem como nascem as borboletas.   
2- Promover a troca de conhecimentos entre os alunos, sensibilizando-os para o assunto e a importância da preservação da fauna. 
3- Trabalhar com a história Lili, a Borboleta. 
 4- Apresentar um vídeo que trate do assunto.  
5- Desenho das etapas da evolução da lagarta em borboleta.  
6- Produção de texto coletivo dos alunos sobre a metamorfose. (escrita pelo professor);   
8- Apresentação da história para os colegas da sala.   
9- Produzir um painel com uma história produzida pelos alunos sobre como nasce uma borboleta (metamorfose).

Integração:  
O projeto será interdisciplinar envolvendo as disciplinas de linguagem oral e escrita, natureza e sociedade, artes, ética, raciocínio lógico e corpo e movimento. 

 • Exposição
-Painel, trabalhos com massinha, fotos;
Números de alunos participantes:
Vinte e três alunos
Professores participantes:
Elaboração e execução: Darciana e colaboração: Gládis

Tecnologias e mídias utilizadas:
- computador
- data show
- internet (vídeo da metamorfose)
- caixa de som
- rádio e CD
- imagens de borboletas
- recortes de jornais e revistas
- livros de histórias da borboleta

O que o professor deve garantir no decorrer do projeto: 
1- Selecionar, com antecedência, materiais sobre o assunto - textos, livros, enciclopédias, vídeos.   
2- Levar para a sala de aula livros e histórias (especialmente sobre as borboletas) para os alunos consultarem e visualizarem sempre que preciso ou quando quiser.
3- Favorecer as iniciativas individuais e coletivas, acolhendo as ideias dos alunos e possibilitando que elas sejam colocadas em prática.
4- Garantir, sempre que possível, o trabalho em grupos, para que os alunos possam ser parceiros de fato, colocando em jogo os saberes individuais, tanto nas atividades de escrita como nas de leitura.

Duração:
De acordo com a turma

Atitude dos alunos:
- Trouxeram para sala várias lagartas, um aluno trouxe uma caixa com vários furos e dentro uma lagarta e folhas de couve para ela se alimentar;
- No laboratório de informática os alunos sabiam descrever toda o desenvolvimento da borboleta; encantados com o vídeo trazido e com músicas escutadas no computador sobre a borboleta;

CONCLUSÕES E APLICAÇÕES 

 A escolha deste projeto permitirá um contexto de estudo e pesquisa onde professor e alunos ficarão envolvidos com a temática, permitindo as crianças conhecerem como é a metamorfose das borboletas, proporcionando um momento de descobertas significativas e prazerosas.

Sugestões de livros de poesias:

A Arca de Noé, Vinícius de Moraes. A Lagarta e a Borboleta. Eunice Braido. FTD. Lili, a Borboleta. Erdna Perugine Nahum. Scipione. Pedro, de Bartolomeu Campos de Queirós. IBEP


FOTOS DO PROJETO: